Depressão pós-parto

É a coisa mais horrível que eu já senti em toda a minha vida. Nunca achei que passar por isso fosse tão duro. Estou aprendendo a ser mais tolerante comigo mesma, a tentar respeitar meus limites e entender que meu filho não vai ser menos amado porque eu tenho momentos de fraqueza. Tento sentir menos culpa por sentir coisas que não gostaria. Quem imagina que vai ter um filho e não ter vontade de cuidar, de dar carinho, de alimentar? Pois isso acontece mesmo, é fisiológico, é preciso tomar remédio, fazer terapia e eu busquei essa ajuda cedo, mesmo relutando em aceitar. Não dá para brincar com isso.

A todas as futuras ou recém mamães que vão ler este post: se começarem a se sentir estranhas após o parto, mais tristes do que o normal, com medo de cuidar dos seus filhos, achando que o pequeno invadiu a sua vida ou ainda pensando em como se livrar dele, por favor, procure ajuda! Não fique sozinha com o seu bebê, tenha sempre alguém para cuidar dele caso você não esteja bem, aceite que você não pode dar o amor que ele precisa agora, mas que o tempo será recuperado depois.

Com calma, depois eu conto toda a nossa saga desses primeiros trinta dias de vida do João Victor. Estamos passando por momentos de muito aprendizado, luta, resistência e união para conseguir superar os obstáculos que apareceram no nosso caminho. Gostaria de estar curtindo mais o crescimento dele, as primeiras gracinhas… Mas não é hora de me cobrar, é hora de melhorar! Um grande beijo e todos e orem por nós!

Anúncios

6 comentários sobre “Depressão pós-parto

  1. alessandrafeitosa disse:

    Oi Fabizinha,
    Sabe, como vc mesma disse, isso é mto normal acontecer (por mais que a gente não queira de jeito nenhum). Minha irmã já havia me dito que nos primeiros dias a gente tem que lutar contra alguns sentimentos contraditórios.
    Mas é mto bom ver que vc está arrumando forças para ir em frente e vencer essa batalhinha! Tenho certeza de que vc é mto mais forte e corajosa do que pode imaginar.
    Estou orando por vc, viu?
    Logo logo a gente se encontra para o João brincar com a Bibi… rs
    Deus te abençoe mto!
    Bjs
    Lelê

  2. Força mulher!
    Vc está no caminho certo!
    Todo esse novo universo é fantástico como assustador! Ninguém conta o que se passa depois de ter um filho, fica muito aquela concepção romanceada sobre o assunto, como se nossas vidas fossem os “comerciais de margarina”.
    Primeiro é a cria, depois o casamento, mas é necessário se ter fé, amigos e bons profissionais para nos orientar, caso percebamos que não somo autosuficientes.
    Estou contigo!

  3. Fabiana Meireles disse:

    Oi Fabi!!!
    Tenho certeza que irá passar por isso mais forte do que já é…e é bem capaz de escrever um livro sobre o assunto…
    Estou achando uma gracinha os registros dos primeiros momentos do João no nosso mundo.
    Tudibão mulher!!!!!
    Mil bjs,

  4. daniele disse:

    querida estou passando por isto hj estou um pouco melhor busco ajuda de médicos psiquiatras e psicologos nunca imaginei passar por isto minha filha foi muito desejada e era tudo maravilhoso derrepente começou a angustia os medos pq eu naõ qria fazer nada com ela mas eu tinha pensamentos horriveis chorei muito clamei muito a
    deus e ele me ouve hj me sinto melhor amo demais ela fico sempre com alguem pq tenho medo de ficar sozinha com ela mas fico agarrada sinto o cheiro brinco faço de tudo e graças a deus o amor q tenho por ela ta sendo mais forte pois eu a amo muito e vou ficar boa, mas eu seu exatamente o q vc esta passando é muito terrível , só quem passa sabe nos vamos vencer.

    • Oi Daniele, Tudo bom?

      Voc j foi ao mdico? Meu beb hoje tem 1 ano e um ms, este post foi escrito h bastante tempo e graas a Deus hoje est tudo bem, mas ainda tomo remdios e fao terapia. Gostaria de saber mais da sua histria. Se quiser compartilhar, conversar, pedir conselhos, pode me escrever, me adicionar no msn… Por favor… Eu sei o quanto precisamos de ajuda nesse momento! Saiu uma matria sobre DPP no site da Revista GLOSS e dei um depoimento l. D uma olhada: http://gloss.abril.com.br/gente/conteudo/depressao-pos-parto-552573.shtml

      Beijos, Fabi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s