28 aninhos da mamãe!

100_4858

Sexta-feira foi meu aniversário. Com certeza, foi o mais especial de todos! E olha que já foram 28 anos comemorados, hehehe! À meia noite, a Kiki e a Ju me ligaram fazendo a maior gritaria no telefone, mas eu não lembro, hahahah… Tava tão sonada… De manhã, fui acordada com um Parabéns a você cantado pelo papai e balbuciado pelo João. Uma delícia! À noite, fomos comer uma pizza aqui pertinho de casa e o João, claro, foi junto! Mamou, brincou e dormiu uma grande parte do tempo. Juro que, até agora, o João só dá trabalho quando está extremamente incomodado com alguma coisa. Ótimo, né?! Assim, ele vira um companheirão para todos os momentos.

Fazendo um balanço, este último ano que passou foi mais do especial. No começo de julho, fomos na primeira consulta à obstetra para começar a programar a nossa gravidez. Lembro bem: dia 04 de julho. Naquele dia, estava no meu período fértil. Nós tentamos e eu tinha a esperânça de ter passado meu aniversário grávida, mas  não foi naquele mês, foi no seguinte. O Mosca passou o dia dos pais já sendo pai, mas a gente não sabia.

A partir do momento que eu soube que estava grávida, minha vida saiu do controle. Hoje eu vejo que foi no bom sentido, mas fiquei apavorada. O Bruno Bortoletto lembra bem de um papo que a gente teve no pátio da Abril em que eu dizia que estava me sentindo estranha na gravidez e ele falou: “Claro, agora você não tem mais controle de nada!” Pois é… Naquele momento só podia esperar para ver o que ia acontecer. O sexo do neném não seria determinado por mim, o andamento da gravidez também não. O que eu podia fazer era me alimentar direito, fazer o pré-natal e esperar, esperar e esperar.

O dia do nascimento chegou e, apesar de estar morrendo de medo, estava super feliz! Não esperava por uma cesárea, mas estava segura da minha decisão. Tudo o que aconteceu depois do João nasceu foi uma surpresa e um sofrimento muito grandes, mas vem me fortalecendo a cada dia: a dor (para mim, muito forte) da cesárea; a depressão pós-parto; a internação dele com 15 dias; os gastos inesperados com leite, empregada, babá, remédio e terapia; não ter a minha mãe por perto quando eu mais precisava… Mas o que eu mais aprendi foi a deixar a vergonha e o orgulho de lado e aceitar a ajuda de amigos e familiares para cuidar do João, para ajudar a pagar as contas, para darem amor ao meu filho quando eu ainda não conseguia fazer isso.

Graças a Deus, eu melhoro a cada dia. De vez em quando, ainda fico nervosa, me sinto sozinha, dou uma choradinha… Mas ligo para a terapeuta, para uma amiga, converso com o Mosca, com a Márcia, com a Kiki, entro na internet, leio um livro ou encho o João de beijos até que tudo passe. Queria agradecer a todos os que me mandaram e ainda mandam pensamentos positivos, que me ajudam, que me querem bem. Quero agradecer às pessoas que tiveram paciência de conversar comigo nos piores momentos. E dizer que, hoje, estou bem mais fortalecida e acho que virei adulta de verdade.

Mosca, eu não poderia querer um marido melhor, mais compreensivo, companheiro e engraçado! João, você é o neném mais lindo de todo esse mundo! A mamãe te ama demais. Ama cada pedacinho seu, cada chorinho, cada cheirinho, casa dobrinha, cada aprendizado, cada gritinho, cada risada!

100_4924

Anúncios

3 comentários sobre “28 aninhos da mamãe!

  1. Déa DiP disse:

    Lindos, lindos, lindos! Que mais posso dizer? Fiquei triste por não estar no aniversário, mas você sabe que eu amo vocês demais né? De verdade mesmo… Fico muito, muito feliz por você estar bem, vocês estarem bem, mas como eu te disse uma vez, porque também ouvi: ou dá certo ou dá certo, não há outra alternativa! E é claro que vocês iriam dar certo, vocês são uma familia linda, pessoas do bem, que se esforçam para construir juntos e não há nada mais importante que isso!
    Continuo orando por vocês e querendo ver esse guri crescer e dar cada vez mais trabalho!ahahahah Não vale João, tá dando mole pros seus pais hein? Deixar comer pizza e tudo???
    Parabéns mais uma vez para a mamãe guerreira.
    E força na peruca!
    beijos e mordidas no João.

    • Ah, você é linda demais! E nós te amamos tb! Tá devendo uma visita, mas eu te perdoo pela ausência. Um grande beijo na família!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s