Troca de babás

Não sei se vocês lembram, mas o João está em casa há uns 5 meses com uma babá e com o papai (que se divide entre o computador e as fraldas). A princípio, nós contratamos a Bruna, que é sobrinha torta da Márcia, nossa faxineira. O João gostava dela, ela o tratava super bem, mas a gente tinha que pedir as coisas mil vezes, ela não tinha muita pró-atividade, não gostava de cozinhar… Mas a gente ia levando.

Aí, nesse meio tempo, a gente entrevistou a Cintia, que é sobrinha de uma moça que trabalha na limpeza aqui do prédio. Gostamos muito dela, mas ainda tentamos por mais um tempo com a Bruna. Aí, ela teve que faltar por uns dias porque o pai dela faleceu. Ligamos para Cintia perguntando se ela podia cobrir as faltas da Bruna naquela semana.

Aí, gente, nos apaixonamos pela menina. Sabe o que é uma pessoa que ama o que faz? Pois é ela! Adora brincar, tem a maior paciência para dar comida, para dar banho, para cozinhar, para tudo. Até ela começar a trabalhar aqui, o João dava o maior trabalho para comer. Aos poucos, ele foi comendo cada vez uma maior variedade de comidas, voltou a comer uns legumes… Ela pica tudo bem pequenininho, tempera super bem a comida… A gente adora comer a comida dela, heheheh!

Fiquei com o coração na mão de mandar a Bruna embora, sendo que ela tinha acabado de perder o pai. Mas a gente percebia que ela não estava feliz aqui. A responsa da demissão foi passada para o Mosca (claro! Eu não teria essa coragem toda, hahaha). Entre mortos e feridos, todos saíram bem. Na semana seguinte, ela voltou aqui e estava toda feliz.

Desde então, Joãozinho está cada dia mais feliz. Não sentiu nem um pouquinho da mudança de babá, já está começando a chamar a Cintia de popô (apelido dela de infância) e come como um pedreiro.

Anúncios

8 comentários sobre “Troca de babás

  1. Tarefa dificil ser babá, só por amor mesmo…
    Ainda bem que o João ta feliz, se ele está feliz, automaticamente, todos estão…
    Que a nova babá fique por mto tempo aí 🙂

    • Putz, eu não teria a menor paciência para ser babá, Bárbara. Admiro o amor que elas têm pelo trabalho e pelas crianças de quem cuidam…
      Beijos,
      Fabi

  2. Prô Erika disse:

    Oii Fabi! Pra vc ver como existe diferença de pessoas q realmente gostam do q fazem neh!? Tah aí um menininho muito mais feliz e saudável (já q agora ele tah comendo melhor…rsrsr). Mil beijos!

    • Nossa, tem muita diferença, Erika! Eu sei porque isso já aconteceu comigo e eu era uma péssima profissional quando não fazia o que gostava. E dá-lhe comida nele! Hehehe…
      Beijos,
      Fabi

  3. Oi Fabi!
    Que chato o que aconteceu, mas não se sinta culpado por isso.A Culpa não é sua, a Culpa foi dela mesma que não se dedicou o suficiente para manter o cargo.
    Aqui na minha empresa, sofro o mesmo dilema com um assistente.
    Tá ficando mais dificil a acada dia, mas fazer o que né ?
    bjs

    • Agora não estou mais me sentindo culpada, Ju, mas tomar a decisão e executá-la é muito difícil. Mas a gente não pode ficar pagando por um trabalho que a pessoa faz mal, né? Tem tanta gente boa por aí…
      Beijos,
      Fabi

  4. Ana Lucia disse:

    Oi Fabi!!
    Como é dificil!!
    A babá do Gui vai entrar de licença maternidade, e estou a procura de alguem para ficar nessa periodo. ela esta comigo dedsde que voltei a trabalhar a 2 anos, e o Gui gosta muita dela.
    Mas como meu marido diz “vc sofre por bobeira, criança se adpata facil”…rs
    Estou fazendo entrevista,e como meu marido é muito correto tem que registrar memso que seja um periodo curto, então mais despesas.

    beijos
    Ana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s