O papel do pai

Não há como negar: pai e mãe são diferentes. Exercem papeis diferentes na educação dos filhos, comportam-se de maneiras diferentes. Simplesmente porque são pessoas diferentes. Primeiro porque um é homem e o outro é mulher. Só isso já dá uma diferença absurda na forma de pensar e de agir.

Mas o papel de pai e mãe vai além disso. Ainda mais hoje em dia que as famílias não são mais tradicionais. O desafio de educar uma criança é ainda maior. E o papel de pai e mãe precisa de uma ressignificação todos os dias.

Achei umas dicas bacanas sobre o papel do pai no WikiHow. Seguem algumas aí embaixo:

1. Passe tempo com seus filhos. Muitos pais negligenciam oportunidades de passar tempo com os filhos por ficarem preocupados com o trabalho e outros assuntos que acreditam que irão beneficiar os filhos indiretamente. Lembre-se que uma vez passada a oportunidade, ela nunca mais vai voltar, e a infância é um período bem curto. Faça com que seu filho viva melhor. Você pode se sentir cansado e as preocupações do dia-a-dia com certeza consomem o seu tempo, mas você realmente quer que seus filhos o vejam como um estranho distante? Se não estabelecer intimidade com seus filhos enquanto eles são jovens, vai ser mais difícil quando eles estiverem maiores, quando você realmente precisar que eles respeitem seus conselhos. Se viajar muito e passar pouco tempo com os filhos, você tem a obrigação de dedicar tempo para ficar com eles e cumprir as promessas que fez a eles enquanto está em casa. Talvez você esteja cansado, mas isso não é desculpa para se afastar dos seus filhos, que esperaram dias ou até semanas para ficar com você novamente.

2. Conquiste o direito de ser ouvido. Pais que só passam o tempo com os filhos quando estão bravos por eles terem feito algo errado não estão conquistando respeito ou dando ouvidos a eles. Pais que funcionam apenas como disciplinadores são temidos, e não respeitados. Crianças criadas assim são mais propensas a mentir, fugir e roubar – elas não estão preocupadas com a rejeição de alguém que elas admiram. Elas estão mais preocupadas em evitar punições (não serem pegas). Mude os estímulos negativos para estímulos positivos. Recompense o bom comportamento e minimize a necessidade de punições.

3. Demonstre afeto. Muitos homens não ficam confortáveis em oferecer afeto e comunicar o seu amor. Se for o seu caso, reconsidere, como explicado acima. Em particular, pense no que o seu destacamento e reclusão dizem a seus filhos, que ainda não entendem o mundo: que elas não são amadas, que elas não alcançam os seus padrões de pai, que elas não são boas o bastante. Estes pensamentos formam as raízes da insegurança para a vida, podendo levar a uma vida resignada ou tentativas de compensar os sentimentos de inadequação – algo que nem sempre é saudável.

4. Perceba que o trabalho de um pai nunca termina. Não ache que porque seus filhos completaram 18 ou 21 anos ou porque se formaram na faculdade a sua parte já foi cumprida. Você pode querer encorajar seus filhos a se tornarem financial e emocionalmente independentes, mas sempre será importante que eles saibam que você se importa e os valoriza.

Achei demais essas dicas… Não acharam?

Beijos

Anúncios

4 comentários sobre “O papel do pai

  1. Caren disse:

    Fabi, adoooro tudo o que você escreve! Você é sempre tão sensata…tão pé no chão…
    Adorei as dicas. Os pais precisam ler!
    Bjs

    • Ai, Caren, já falei que te adoro hoje? Cada comentário seu infla o meu ego, hahahah… Obrigada pelo carinho, viu? Também acho que todos os pais deveriam ler e aplicar tudo isso. O difícil é aplicar, né, gata? Hehehe… Beijos, Fabi

    • Pois é, Tati. Mas a gente vai tentando mostrar pra eles um pouquinho do que eles podem fazer pra melhorar, né? Beijos, Fabi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s