É hoje!

Filho, hoje você vai vir ao mundo. Amanheceu um dia meio frio, mas com sol… Agora já ficou nublado de novo. Dia típico de outono. Durante o dia, calorzinho, à noite, frio. A mamãe, desde que ficou grávida, não sente mais frio. Parece que você aqueceu o meu corpo durante esses nove meses.
Voltamos da médica agora e, como não tenho dilatação e o meu corpo não deu sinais de preparo para o parto, decidimos fazer uma cesárea. A mamãe já vinha pensando nisso desde a última consulta: se nada acontecer até dia 23, vou tentar fazer a cesárea neste dia mesmo. E assim vai acontecer. Não quero passar mais uma semana de ansiedade, pensando em como vai ser a cirurgia, a anestesia, a dor, a recuperação… Quero ver a sua carinha e ficar menos nervosa possível para que tudo corra bem.
Se eu disser que estou tranqüila, minto. Não parei de chorar desde que decidimos tudo com a médica. É uma mistura de felicidade com medo. Felicidade porque eu vou, finalmente, te conhecer. Medo porque, finalmente, eu vou ser mãe. Vou conhecer esse amor que todo mundo fala, essa coisa forte, incondicional, sem controle. E isso dá medo, filho. Medo também do corte, da cirurgia, da dor, da anestesia, da recuperação… Mas acredito que nada disso vai se comparar ao que vamos começar a viver a partir de agora, eu, o papai e você.
Seu pai também está nervoso, mas ele leva isso de um jeito diferente. Enquanto eu fico mais quieta, sem querer falar com ninguém, chorando, o papai ta falando com todo mundo pelo telefone, arrumando um monte de coisas, contando todos os detalhes para todo mundo. As únicas pessoas com quem eu falei mais ou menos foi com a Gigi e com o vovô Galdi, mas não parei de chorar por um só instante. O vovô disse: “não chore de nervoso, chore de alegria. Esse é um momento delicioso, de felicidade”. E é mesmo, mas que dá medo, dá!
Quero ver como vai ser a sua boquinha, suas perninhas, seus pezinhos… Quero ver como a gente vai se sair como papai e mamãe… Quero viver tudo isso intensamente e o momento está próximo. Como eu não paro de chorar, vou ficando por aqui. Preciso almoçar, me acalmar, tomar um banho… Afinal, daqui umas 8 ou 9 horas você já estará aqui abençoando as nossas vidas.
A gente já ama você muito, meu amor!!!
Um grande beijo,
Mamãe

PS: E hoje é dia de São Jorge. O papai corinthiano está feliz, hehehhehe!!!

Você está com 39 semanas!

Seu bebê
A maior parte dos órgãos está formada e, o melhor de tudo, em pleno funcionamento. Apesar disso, retoques aqui e acolá são sempre bem-vindos. A pele, por exemplo, ganhou novas camadas. Por isso, a cada dia fica mais resistente. As unhas, que estavam pequeninas, cresceram e já atingem a ponta dos dedos. Por outro lado, o pulmão está em compasso de espera. Isso porque, do lado de fora do útero, esse órgão ainda precisará de algumas horas para absorver o ar e, aos poucos, controlar o ritmo da respiração. Mas está pronto para essa tarefa. Aliás, o seu bebê está totalmente preparado para vir ao mundo. Até aqui, tem cerca de 3,25 kg e mede aproximadamente 48 centímetros, da cabeça aos pés.
Acompanhe as estapas da sua gestação no infográfico animado.

Sua gravidez
Vai começar a contagem regressiva, mas, antes de riscar os últimos dias que faltam para o grande acontecimento, faça mais uma visita ao obstetra. Ele vai verificar o crescimento e a posição do bebê. Também vai checar se o colo do seu útero começou a dilatar para abrir passagem ao seu filho. O médico só não será capaz de informar, com exatidão, o dia do parto. Quem decide isso é o seu bebê. E o sinal enviado por ele, quando se sentir preparado para sair, são as contrações. Preste atenção: quando o intervalo entre elas começar a diminuir e elas se intensificarem, é hora de ir para a maternidade.

Fonte: www.bebe.com.br

Jogo de futebol e Fórmula 1

Os hormônios masculinos do João Victor tomaram conta de mim. Nos últimos dois meses, não dormi mais durante um jogo de futebol, consigo e me interesso por assistir aos programas de esporte e acordo para ver corrida de Fórmula 1. E tudo isso no maior interesse, sem doer, sem fazer esforço, heheheh… Quem está feliz com isso é o Mosca, que agora arranjou mais uma pessoa para falar sobre futebol. Isso só pode ser culpa do João Victor…